skip to Main Content

Produtores de hortaliças e a rastreabilidade vegetal

A produção de hortaliças é uma das atividades que mais contribui com a diversidade de espécies vegetais consumidas pelo homem atualmente. Compreendem hortaliças folhosas, tuberosas, raízes, bulbos, frutas e outras partes comestíveis de um grande número de plantas. Tratam-se de cultivos que melhor se adaptam à possibilidade de evolução e mudança de sistemas produtivos, contribuindo fortemente para a inclusão social e permanência do jovem no campo com o auxílio da tecnologia.

CEASA de Porto Alegre / RS

Segundo dados da Emater/RS, em junho de 2016 o Rio Grande do Sul possuía 62.877 olericultores de cultivo não protegido e 5.236 olericultores em cultivo protegido, a produção comercial de hortaliças é uma das atividades rurais que concentra maior índice de pequenas propriedades e de agricultores familiares. Dados do PROHORT informam que a CEASA/RS de Porto Alegre, no ano de 2018, a comercialização ultrapassou os 620 milhões de toneladas de produtos hortigranjeiros.

Contudo, é crescente a preocupação comA olericultura é uma das atividades que mais contribui com a diversidade de espécies vegetais consumidas pelo homem atualmente. Compreendem hortaliças folhosas, tuberosas, raízes, bulbos, frutas e outras partes comestíveis de um grande número de plantas. Tratam-se de cultivos que melhor se adaptam à possibilidade de evolução e mudança de sistemas produtivos, contribuindo fortemente para a inclusão social e permanência do jovem no campo com o auxílio da tecnologia.

Contudo, é crescente a preocupação com a segurança dos alimentos que consumimos e essa preocupação tem estimulado o surgimento de sistemas que identifiquem a origem do alimento consumido.

Alinhado a este pensamento, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 08 de fevereiro de 2018 a Instrução Normativa Conjunta pelo ANVISA-MAPA número 02 de 07/02/2018, que define os procedimentos para a aplicação da rastreabilidade ao longo da cadeia produtiva de produtos vegetais frescos destinados à alimentação humana e tem como objetivo auxiliar o monitoramento e controle de resíduos de agrotóxicos, em neste ano de 2019 foi publicada a Instrução Normativa Conjunta pelo ANVISA-MAPA número 01 de 15/04/2019 prorrogando seu caráter punitivo para agosto deste ano, mas tornando obrigatória a apresentação do caderno de campo pelo produtor rural a partir de janeiro deste ano.

Utilizar um sistema de rastreabilidade é uma ferramenta interessante para propriedades rurais, pois garante o controle total sobre as informações e dados na operação do seu negócio, independentemente do tamanho e do volume comercializado. Um processo de rastreabilidade, realizado da forma correta, obedecendo todos os requisitos, é a aposta certa para o negócio atingir melhores resultados.

Caminho do produtor é um software de gestão para produtores de hortaliças simples e eficiente, com foco na gestão e na rastreabilidade vegetal.
Hortaliças etiquetadas com o código QR Code impresso com o Sistema @caminhodoprodutor

A rastreabilidade requer uma atenção especial do produtor em relação aos registros necessários, o caderno de campo, e a correta conexão entre o lote e os insumos aplicados o longo da produção. E estas conexões requerem o rastreamento para frente (para onde foi enviado) e para trás (de onde veio o produto). Esta sistemática geralmente é apoiada por uma documentação em caderno de campo ou um software específico para este fim sendo que o uso de um software possibilita a recuperação rápida dos dados quando necessária.

Para o correto funcionamento de um sistema de rastreabilidade, o mais valioso é a informação coletada ao longo do processo, desde o plantio até o consumidor, que deverá ser agregada aos produtos, no caso de hortaliças, no lote definido pelo produtor, sendo assim, o produtor de hortaliças, no controle do registro de suas atividades no caderno de campo, passa a ser peça fundamental neste processo de rastreabilidade.

O produtor rural que precisa registrar suas práticas de manejo e todos os insumos aplicados em cada lote de hortaliças produzidos em sua propriedade. É fundamental que o processo de rastreabilidade seja claro, responsável e efetivo. Esses registros devem ser uma prática inserida no seu dia a dia e que faça parte do cotidiano.

O sistema de rastreabilidade Caminho do Produtor oferece esses recursos para a gestão e o rastreio dos produtos, assim como  caderno de campo e em breve emissão de nota fiscal para o produtor rural e muitos outros recursos estão para ser lançados este ano, como a geração de rótulos com tabela nutricional e rastreio de cada fornecedor das hortaliças que compõem seu produto comercial.

Caso deseje saber mais detalhes sobre a implantação de um processo de rastreabilidade em sua propriedade ou para os produtores que você atende, entre em contato para conversamos, eu estarei a disposição.

Felipe Rodrigues da Silva / Engenheiro Agrônomo / (51) 98150-0535
E-mail: felipersilva@gmail.com 

Rastreabilidade da sua produção
1. HORTIFRUTI/CEPEA: Rastreabilidade traz mais clareza às cadeias produtivas ?
2. Qual a sua percepção sobre a rastreabilidade de vegetais frescos destinados à alimentação humana
3. Produtores de hortaliças e a rastreabilidade vegetal
4. Rastreabilidade para produção de ovos em Mato Grosso
5. Software para distribuidora de hortifruti
6. O que é um sistema de rastreabilidade de alimentos ?
7. Qual a importância da rastreabilidade ?

Felipe Rodrigues da Silva

Engenheiro Agrônomo, especialista em gestão em processos e rastreabilidade vegetal. Com experiência no desenvolvimento de software e aplicativos para internet. O resultado da união destas duas áreas de conhecimento é o aplicativo Caminho do Produtor. (51) 99521-1446

Back To Top