skip to Main Content

Rastreabilidade para o Queijo da Canastra ganha com uso de etiqueta de caseína garante origem e evitar falsificação

João Carlos Leite, presidente da Aprocan. FOTO: Hugo Leite/Acervo Pessoal
Associação de produtores adota selo comestível que vai permitir a rastreabilidade de 246 mil queijos de leite cru certificados.
Foi lançado em São Roque de Minas, na Serra da Canastra, o uso oficial das etiquetas de caseína para identificação dos produtos da APROCAN, Associação dos Produtores de Queijo Canastra.
A ideia é garantir a origem do queijo de leite cru e combater o uso indevido da indicação de procedência “Canastra”. As etiquetas, feitas a partir da proteína do leite (caseína) e tinta alimentar, trazem um número único que permite ao consumidor identificar cada queijo, seu produtor e a data de produção.
A Canastra é a primeira região brasileira a utilizar esse tipo de ferramenta de rastreabilidade. “Nós tentamos até chip de identificação, mas eles não suportam a acidez do queijo, a caseína é naturalmente a melhor solução”, conta João Leite.
Já em 2019 a previsão é que 246 mil queijos da Canastra, de 23 produtores, sejam etiquetados – ou seja, tenham sua origem e qualidade garantida.
Queijo canastra da Roça da Cidade, queijaria de João Leite. FOTO: Hugo Leite/Acervo Pessoal
O sistema de rastreabilidade Caminho do Produtor oferece esses recursos para a gestão e rastreio dos lotes de produtos, assim como  caderno de campo e emissão de nota fiscal para o produtor rural e muitos outros recursos, etiquetas para impressora térmica e formato A4 (16 etiquetas por folha) e também a geração de rótulos com tabela nutricional e rastreio individual de cada fornecedor das matérias-primas que compõem seu produto comercial.
Caso deseje saber mais detalhes sobre a implantação de um processo de rastreabilidade em sua propriedade ou para os produtores que você atende, entre em contato para conversamos, eu estarei a disposição.
Eng. Agrônomo Felipe Rodrigues da Silva | E-mail: felipersilva@gmail.com
https://www.caminhodoprodutor.com.br
Fonte: Estadão Paladar. Matéria de 19 de fevereiro de 2019 | por Débora Pereira. Leia a matéria completa

Felipe Rodrigues da Silva

Engenheiro Agrônomo, especialista em gestão em processos e rastreabilidade vegetal. Com experiência no desenvolvimento de software e aplicativos para internet. O resultado da união destas duas áreas de conhecimento é o aplicativo Caminho do Produtor. (51) 99521-1446

Back To Top