skip to Main Content

O agrônomo no gramado esportivo e rastreabilidade vegetal

Em Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), série detalha ainda como a inovação vem mudando a vida de muitos engenheiros agrônomos.

Popularmente conhecida como a ‘Ilha da Magia’, Florianópolis (SC) se destaca como polo de inovação e tecnologia e tem atraído muitos profissionais da agronomia. O 8º episódio da série Agronomia Sustentável, exibido neste sábado, 15, mostrou como funciona o centro de inovação que tem como objetivo apoiar os empreendedores e estimular a inserção da cultura de inovação nas empresas do estado de Santa Catarina. O projeto Agronomia Sustentável é uma parceria do Canal Rural com o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), os Conselhos Regionais (Creas) e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

“A inovação não é mais um tema que é apenas das empresas que trabalham com satélite, foguetes e tecnologia de ponta. A inovação é um tema para todos. Desde o pequeno agricultor, o pequeno proprietário rural até as grandes agroindústrias. Todo mundo precisa olhar para essa busca da inovação, de adaptação, como a sua ordem do dia”, relata a coordenadora da Rede Catarinense de Centros de Inovação, Iuana Réus Abelha.

O ecossistema de tecnologia catarinense é o sexto maior do país em número de empresas, de acordo com a Associação Catarinense de Tecnologia. Em uma dessas empresas, a engenheira agrônoma Karina Goulart atua com o desenvolvimento da plataforma de defesa sanitária animal do estado, com informações em tempo real do campo para a agroindústria.

agronomia sustentável
Foto: Canal Rural

“Quando eu me formei em agronomia, eu sempre imaginei que ia estar trabalhando no campo e não que ia estar na área de tecnologia. Então, comecei entrar para esse mundo, comecei a perceber o quanto a tecnologia está revolucionando o agro”, aponta Karina Goulart.

Segundo o Crea-SC, atualmente são 7.693 engenheiros agrônomos ativos no conselho. O aperfeiçoamento e a qualificação dos profissionais da engenharia motivou a criação do projeto pioneiro da Universidade Corporativa, de iniciativa do Crea. “As cidades estão investindo na parte da agronomia sustentável. A gente vê que estão sendo promovidos bastantes cursos nessa área”, diz o coordenador do projeto, Celso Albuquerque.

Porto Alegre

Em Porto Alegre (RS), o cenário de gravação neste episódio foi o estádio Beira-Rio. Mas qual a relação de um gramado de futebol com a profissão do agrônomo? O programa revela que a fiscalização e manutenção do gramado do estádio, fundamentais para o desempenho dos jogadores, são realizadas pelo engenheiro agrônomo.

Com especialização nos Estados Unidos, a engenheira agrônoma Maristela Kuhn explica como funciona esse trabalho. “Nós fazemos vários testes. Testes de pique de bola, de rolagem de bola, teste de tração. Quando um gramado fica pronto ou quando um gramado passou por uma reforma, para ver se ele está firme para aguentar um jogo, para ver o quanto ele vai aguentar a torção do jogador, a chuteira”, enumera. Maristela foi uma das responsáveis pela manutenção de gramados durante a Copa do Mundo realizada no Brasil.

Estádio Beira-Rio
Foto: Canal Rural

Ainda na capital do Rio Grande do Sul, o programa mostra o trabalho do agrônomo Felipe da Silva, que aliou o conhecimento da tecnologia com a engenharia para prestar consultoria aos produtores rurais. Ele ainda criou um software que permite a rastreabilidade de produtos vegetais. “A rastreabilidade é o registro de informação desde a compra do insumo que foi utilizado para produzir a alface do lote 1, até chegar no varejo e ao prato do consumidor”, afirma Silva.


Felipe Rodrigues da Silva
Engenheiro Agrônomo

A série Agronomia Sustentável mostra a conexão do rural com o urbano para destacar a presença e responsabilidade econômica e social de agronomia. O programa vai ao ar todo sábado às 9h, com reprise aos domingos, às 7h30. Na próxima semana, o 9º episódio da série desembarca em Salvador (BA) e Aracaju (SE), onde vai mostrar a atuação do engenheiro agrônomo no licenciamento ambiental na área de instalação de parques eólicos, no empreendedorismo e na concessão de crédito rural.

Fonte: Canal Rural 

Felipe Rodrigues da Silva

Engenheiro Agrônomo, especialista em gestão em processos e rastreabilidade vegetal. Com experiência no desenvolvimento de software e aplicativos para internet. O resultado da união destas duas áreas de conhecimento é o aplicativo Caminho do Produtor. (51) 99521-1446

Back To Top